21 de jan de 2008

Cartas de Dissociação do Paulo e da Valéria

Durante quase quatro décadas, eu e minha esposa fomos testemunhas de Jeová, mas nosso objetivo sempre foi servir a Deus e não a uma organização humana. As testemunhas de Jeová afirmam ser a única religião verdadeira, a única possuidora da verdade, a única orientada por Deus, a única que poderá levar as pessoas a ganhar a vida eterna. Afirmam também que sua organização é perfeita, embora seus membros sejam imperfeitos. Infelizmente em alguns poucos dias, pesquisando na internet, descobri a verdade sobre a organização das Testemunhas de Jeová. Informei aos dirigentes locais (anciãos), os erros da organização, estes ficaram inconformados, e deixaram claro que eu não mais poderia fazer parte dos Testemunhas de Jeová, assim eu e minha esposa enviamos a eles as cartas abaixo expondo os motivos de nossa saída desta organização. Agora digo com certeza, que estou usufruindo a "Liberdade gloriosa dos filhos de Deus".
.
Carta de Dissociação de Paulo Arroio enviada para as Testemunhas de Jeová
.
São José do Rio Preto - SP, 10 de Janeiro de 2008.
Ao
Corpo de Anciãos da Congregação Jardim Canaã
São José do Rio Preto – SP
Saudações. Recebam meu amor cristão.
Gostaria que vocês soubessem que os sentimentos de admiração, amor e gratidão que eu sempre tive por nosso Criador e por seu filho, certamente me acompanharão até o final de minha vida. Estou convencido que nada poderá me separar do amor de Deus, que esta em Cristo Jesus, nosso Senhor. Sempre amei e continuo amando a todos vocês meus irmãos Testemunhas de Jeová, sempre amei e admirei a Sociedade Torre de Vigia (STV) nos 37 anos em que estive associado a ela.
Mas infelizmente nestes 37 anos nunca examinei a fundo as doutrinas da STV, nunca estudei realmente a Bíblia, mas apenas as publicações da STV. Sei que a grande maioria das Testemunhas de Jeová agem como eu agi.
Quando passei a examinar a fundo as doutrinas e dogmas da STV, constatei que as minhas suspeitas (algumas antigas) tinham fundamento, ou seja, a STV ensina muitas coisas não Bíblicas, muitos de seus ensinamentos são oriundos de homens e de tradições. Reconheço que a STV tem o mérito de ter resgatado muitas verdades Bíblicas, mas como seus dirigentes são humanos eles a exemplo de outros também cometeram suas falhas.
Passei então a seguir minha consciência treinada pela Bíblia, e minha consciência e minha lógica estão me dizendo que eu devo amar e ser fiel ao Deus todo Poderoso antes que a uma organização humana.
Como pessoas maduras que querem agradar a Jeová devemos seguir o conselho Bíblico registrado em 2 Cor. 13:5 “Persisti em examinar se estais na fé, persisti em provar o que vós mesmos sois”. Eu tenho feito isto e vocês? Examinando minhas crenças, passei a questionar principalmente duas: 1-) a doutrina do sangue e 2-) entronização de Jesus Cristo em 1914.
1- (SOBRE SANGUE) Será que Jeová realmente proíbe as transfusões de sangue? Será que as Testemunhas de Jeová conseguem realmente se abster de sangue quando comem carne ou bebem leite? Não, porque quando matamos um animal 50% de seu sangue permanece na carne, e quando comemos a carne comemos também o sangue. Uma parte importante do sangue são os glóbulos brancos, por mililitro de sangue temos 11.000 glóbulos brancos, só que um mililitro de leite humano contém 50.000 glóbulos brancos, ou seja, quase 5 vezes mais. Se Jeová proíbe o uso do sangue porque ele colocou parte do sangue no leite? Se Jeová proíbe o uso do sangue porque ele permite o consumo da carne junto com parte do sangue? Jeová jamais entraria em contradição. Observem esta inconsistência: a STV permitiu o uso de frações do sangue (caso de consciência). Ponderem, se usar um litro de sangue é pecado, porque se torna assunto de consciência usar frações de sangue, será que as frações de sangue não continua sendo sangue? Onde está o apoio Bíblico para se permitir o uso de frações de sangue? Para Jeová o que é mais importante o sangue ou a vida? Além do mais eu fico pensando, será que a STV não vai abolir a proibição do sangue um dia? Faço esta pergunta por que de 1921 a 1952 a STV proibiu os irmãos de fazerem uso de vacinas, dizendo que as vacinas eram diabólicas e de 1968 a 1980 a STV proibiu os transplantes de órgãos, dizendo que era canibalismo (podemos comprovar isto nas publicações antigas), estas duas proibições causaram a morte de milhares de irmãos inocentes. Será que o corpo governante recebeu orientação de Jeová para proibir e depois liberar o uso de vacinas e transplantes de órgãos? Será que estes ensinos errados que causaram a morte de muitos irmãos não vituperaram o nome santo de Jeová? Embora os irmãos não saibam, a STV tem sido chamada de organização religiosa que mais mata em época de paz, isto me entristece muito. A exemplo das vacinas e dos transplantes de órgãos, talvez um dia a STV também libere as transfusões de sangue, porque esta proibição também mata muitos irmãos inocentes ao redor do mundo. Mas como entender os textos Bíblicos sobre o sangue? Quando Jeová ordenou que derramássemos o sangue dos animais no solo, seria uma demonstração de respeito pela vida do animal. Quando lemos em atos 15: 29 “abster de sangue”, este abster não é em sentido absoluto mais em sentido relativo e estava se referindo apenas em não comer sangue animal, nada tem a ver com transfusão de sangue, se formos entender “abster” em sentido absoluto então temos de considerar outros “abster” na Bíblia em sentido absoluto. Vejamos, em 1º Pedro 2: 11 lemos: “exorto-vos... que vos abstenhais dos desejos carnais”. Se o abster de Atos é em sentido absoluto então o de 1º Pedro também é. Mas sabemos que temos muitos desejos carnais corretos, como comer, beber, dormir, desejo sexuais dentro do casamento e etc. É lógico que o “abstenhais dos desejos carnais” de 1º Pedro tinha um sentido relativo e não absoluto. E o “Abster” de Atos também tem um sentido relativo, os apóstolos estavam proibindo comer sangue. Uma transfusão de sangue equivale a um transplante de órgão e não uma alimentação e a STV já reconheceu isto (pesquisem). Uma transfusão de sangue não alimenta a pessoa, o sangue transfundido apenas leva o oxigênio para as células. Perdoem-me meus amados irmãos, embora tenha tentado, eu não consigo assimilar que transfusão de sangue seja pecado, definitivamente não consigo entender. Eu poderia citar outros argumentos contra esta doutrina que daria para encher um livro, mas por hora já basta.
2- (SOBRE 1914) Será que a Bíblia ensina que Cristo foi entronizado Rei em 1914, ou este ensino foi inventado pelos homens? Se lerem a Bíblia de capa a capa, não vai conseguir chegar a esta data, alem do mais este ensino não foi desenvolvido pela STV, antes da sociedade mais de 30 estudiosos fizeram especulações sobre os 7 tempos de Daniel capitulo 4 e chagaram a 2.520 anos. Só que para se chegar em 1914, nós começamos a contar de 607 AEC, (607AEC + 2.520 se chega em 1914 EC) Será que a história e a arqueologia atestam que Jerusalém foi destruída em 607 AEC? Infelizmente a história e todas as enciclopédias existentes no mundo apontam o ano de 586 AEC como a data da destruição de Jerusalém. Está provado sem sombras de dúvidas que Jerusalém foi destruída em 586 AEC. Se Jerusalém foi destruída em 586 AEC então Jesus não foi entronizado Rei em 1914 não é verdade? Não estamos todos nós indo de casa em casa ensinando uma mentira as pessoas? Não estou afirmando nada, só perguntando. Este ensino sobre 1914 não foi ensinado pelos apóstolos, mas foi inventado por homens que nem testemunhas de Jeová eram (livro Proclamadores paginas 46 em diante). Vejam a advertência de Gálatas 1: 8 e 9 “No entanto, mesmo que nós (os apóstolos) ou um anjo do céu vos declarássemos como boas novas algo além daquilo que vos declaramos como boas novas, seja amaldiçoado. Como já dissemos, também digo agora novamente: Quem quer que vos esteja declarando como boas novas algo além daquilo que aceitastes, seja amaldiçoado”. Este ensino sobre 1914 é algo que não foi ensinado pelos apóstolos, o que eles diriam se estivessem aqui hoje? Notem o que Cristo disse como está registrado em Atos 1: 7 “Não vos cabe obter conhecimento dos tempos ou das épocas”. Não é que eu não queira aceitar este ensino, mas este ensino contém incoerências. Por causa deste ensino a STV profetizou a data do Armagedon para 1914, 1925, 1941, além de outras datas (pesquisem no livro Proclamadores), se transformando assim num falso profeta, algo que Jeová condena. Infelizmente vocês não conseguem enxergar isto.
Quero aproveitar esta oportunidade para dar alguns conselhos aos senhores: A STV e os irmãos em geral afirmam que apenas seus adeptos serão salvos. Então eu pergunto: Quem salva é a STV com seus ensinamentos (alguns errados) ou nosso senhor Jesus Cristo? Quando é dito que a salvação só é possível através da STV, não estaria esta sociedade usurpando a posição de Cristo que é o nosso único salvador e mediador? (pesquisem a STV diz que ela é nosso mediador no lugar de Cristo, Sentinela 15/08/89 pg.30/1, Sentinela 15/02/91 pg.17 parágrafo. 8, Sentinela 01/01/93 pg.5, dentro outros). Este ensinamento não pode estar correto, pois a Bíblia ensina que somente com fé no sacrifício resgatador de Cristo seremos salvos. Por favor, pensem nisso.
Vocês dizem que apenas 144.000 pessoas irão para o céu, mas não percebem que a grande multidão de Revelação 7: 9 a 15 está diante do trono de Deus (que fica no céu), diante do cordeiro (que está no céu), estão prestando serviço no templo de Deus (que fica no céu); não é sem razão que o irmão Russel pregava que a grande multidão de Revelação 7 estava no céu, o irmão Rutherford é quem mudou este ensinamento. Por favor, leiam Revelação 19:1 “Depois destas coisas ouvi o que era como a voz alta duma grande multidão no céu”. Estranho aqui esta dizendo que a grande multidão está no céu. A Bíblia diz que 144.000 foram compradas da terra, mas não diz APENAS 144.000 IRÃO PARA O CÉU E MAIS NINGUÉM. Embora a Bíblia dê a entender que haverá um paraíso terrestre, ela não limita os que irão para o céu em apenas 144.000. Por favor, pensem nisto.
Porque vocês dizem em relação à STV “para onde havemos de ir” como se não houvesse alternativa? Será que nossa única alternativa é irmos para o seio de uma organização religiosa, ou faremos como os apóstolos que consideravam que não tinham outra opção a não ser ir para o lado de Cristo? Estaria alguém errado por escolher Jeová e Jesus ao invés de uma religião? Os apóstolos não criaram uma organização religiosa que impunha aos irmãos tudo o que deviam pensar e acreditar, em contraste com isto a STV se transformou em um Ditador querendo governar cada detalhe da vida dos cristãos.
As Testemunhas de Jeová se vangloriam por estarem na verdade. O corpo governante afirma que recebe orientação do Espírito Santo. Nós os membros da STV deveríamos ter sempre em mente o texto de 1 João 4:1 “Amados, não acrediteis em toda expressão inspirada, mas provai as expressões inspiradas (ensinos) para ver se originam de Deus, porque muitos falsos profetas tem saído pelo mundo afora”. Não podemos acreditar em tudo, por isso pergunto será que estamos na verdade? Segundo o dicionário Aurélio “verdade é algo exato e real, algo imutável”, vimos que a verdade é imutável. Assim toda vez que a STV muda um ensino é porque o ensino anterior era uma mentira um engano. A STV deveria reconhecer que estava errada e não tentam encobrir o erro dizendo tratar-se de “Novas Luzes”, pois isto é apenas uma desculpa. Se tudo o que a STV ensina é sob orientação divina, então nada mudaria com o passar do tempo, pois a Bíblia nunca precisou de ajustes. Os profetas e escritores esclareceram como foram orientados ou inspirados por Jeová, como por exemplo, através de Anjos, Sonhos, Visões e Etc. O Corpo Governante nunca explicou como recebeu a orientação Divina. (Proclamadores pg.143 par. 2). Assim, as testemunhas deveriam dizer que estão parcialmente na verdade. Quando vocês envelhecerem e observarem que suas expectativas se frustraram, quando estiverem no fim de suas vidas, talvez tomem ciência que nem tudo que acreditavam era a verdade.
Por ultimo, tomem muito cuidado irmãos, muitos estão dizendo que eu estou sendo influenciado pelo diabo. Influenciado pelo diabo? Esta é uma acusação das mais sérias, leiam o que Jesus Cristo disse em Mateus 5: 22. Não é porque vocês acreditam em algo que eu não acredito que irei acusá-los de estarem sob a influência de Satanás, jamais farei isto. Cada um deve analisar a si mesmo e não ao seu próximo, porque todos nós seremos julgados por Deus. Por favor, acreditem, eu não estou combatendo as Testemunhas de Jeová (meus irmãos), estou combatendo idéias, doutrinas e dogmas.
Como eu gostaria que a STV realmente recebesse a orientação de Jeová, como eu gostaria que eles fossem uma arca segura, como eu gostaria de não estar escrevendo esta carta, mas infelizmente esta não é a realidade.
Vamos ao objetivo principal desta carta. Fui convidado pelos anciãos de minha congregação a me retirar da organização (STV), assim sendo solicito por meio desta minha exclusão como membro desta organização religiosa humana.
Sei que daqui para frente vocês irão me ignorar e não irão me considerar mais como um irmão. Vocês não me tratarão assim porque querem, mas porque foram orientados. Desculpem-me, mas eu irei continuar a considerá-los meus irmãos, e farei orações por vocês, pois somos todos cristãos. Continuo a amar a associação inteira de nossos irmãos. No futuro se for da vontade de Jeová, talvez possamos usufruir de nossa amizade novamente. Quem sabe isto ocorra na Nova Ordem.
Desejo sinceramente que as bênçãos de Jeová recaiam sobre vocês, e que seu Espírito Santo ilumine suas mentes.
Com todo meu carinho e amor cristão
De seu irmão em Cristo
Paulo Henrique Arroio Pires
.
Carta de Dissociação de minha esposa enviada para as Testemunhas de Jeová
.






São José do Rio Preto, 10 de janeiro de 2008.
Ao Corpo de Anciãos da Congregação Jardim Canaã,
Prezados irmãos,
Eu, Valéria Isabel Moreira Arroio Pires, venho através desta carta atender ao o pedido do corpo de anciãos desta congregação o qual pediu a meu esposo por telefone meu desligamento, gostaria de deixar bem claro que não estou me desligando de Jeová Deus e de seu filho Jesus Cristo nosso único mediador, mas da Sociedade Torre de Vigia de Bíblias e Tratados. Quando fiz minha dedicação em 26/09/1976 disse SIM para servir a JEOVÁ e fazer a vontade dele e não a vontade de uma organização.
Mas mesmo assim acreditei nesta organização por todos estes anos, sem ter duvida de nada do que por ela era ensinado.
Mas grande foi minha decepção saber de sua associação com a ONU, não pela ONU porque acho que ela tem procurado na medida do possível desempenhar da melhor maneira o papel para qual foi instituída, mas decepção pela Sociedade Torre de Vigia que ao longo dos anos sempre mostrou nas suas literaturas que a ONU era algo repugnante.
E que quando foi questionada respondeu que se associou a ONU para ter acesso a Biblioteca. Ocorre que a ONU nunca exigiu que alguém se associasse a ela para ter acesso a Biblioteca, só depois do atentado de 11 de setembro é que passou a ter algumas exigências para ter acesso a Biblioteca. O acordo entre a sociedade e a ONU, quais seriam as obrigações da sociedade e etc. encontra-se na internet para quem quiser conferir.
A sociedade não se associou só a ONU, ela se filiou a outra organização política da Europa chamada OSCE. Com que objetivo se filiou? Não se sabe. Existem documentos do ano de 2006 no site abaixo onde consta quatro vezes o nome da Sociedade nesta organização.
Fiquei surpresa e assustada quando soube que a sociedade pagou indenizações milionárias a vítimas de pedofilia nos Estados Unidos. (Os acordos foram feitos entre 13 de fevereiro e 2 de março de 2007). É isto mesmo, pessoas de dentro da organização abusaram de crianças nos Estados Unidos, e a sociedade indenizou as vitimas para que os acusados (irmãos) não fossem processados. Não posso concordar com isso estas pessoas deveriam pagar pelos seus crimes e a sociedade protegeu criminosos. Todos estes processos encontram-se nos sites de Fórum nos EUA (Corte do Condado de Napa, Califórnia) para quem quiser conferir.
Também noto que nos últimos anos esta organização que se diz a única verdadeira e o único meio para se ter salvação, não tem demonstrado o amor que Jesus mostrou às pessoas. Acho que ser uma Testemunha de Deus não é só pregar os ensinamentos e as "Boas Novas" de maneira tão pró-forma para dar relatório, que nos últimos anos tem sido tão cobrado em quase todas as reuniões.
É dever nosso como cristãos, primeiro demonstrar o verdadeiro amor ao próximo que é o segundo maior mandamento da lei de Deus (Lucas 10:27). O amor não é só aquele de não ir às guerras, mas o amor que Cristo mostrou é algo que vai muito além disso. O amor genuíno é aquele que leva as pessoas a se tratarem com respeito e dignidade. É seguir a orientação de Jeová registrada em Tiago 1: 27. Estamos fazendo isto?
Sempre aprendi e ensinei meus filhos a ter Temor de Jeová, e não temor de homens, por isto tenho paz de consciência, por estar querendo a agradar a Jeová e seu filho que é o nosso único mediador e não o corpo governante (algumas publicações dizem que o corpo governante é nosso mediador).
Quero deixar claro que jamais vou abandonar a Deus nem parar de buscar o consolo de sua palavra a Bíblia. Sempre vou estar consciente de tudo que Jesus pregou e vou amar a ele e ao seu Pai e manter minha amizade com eles dois. Nunca deixarei de dar testemunho da verdade, e continuar lendo a Bíblia e aprendendo dela, pois Jesus disse em Mateus 5:3: "Felizes os cônscios de sua necessidade espiritual, porque a eles pertence o Reino dos Céus".
Jesus também disse em Mateus 18:20:
"Pois onde há dois ou três ajuntados em meu nome, ali estou eu no meio deles".
Espero que Jeová abra os olhos de outras Testemunhas para discernirem o que é certo e o que é errado sem precisarem recorrer a homens imperfeitos de um "Corpo Governante" que governa as consciências delas, decidindo quase tudo em suas vidas. Quanto ao Corpo Governante, este será julgado por Jeová, pois tem distorcido a Bíblia em prol de doutrinas que envolvem muitas vidas, vidas estas preciosas para Jeová, e a Bíblia deixa muito claro como a vida humana é Sagrada a seus olhos.
Gostaria de enfatizar também que minha decisão é de caráter estritamente pessoal, não envolvendo nenhum de meus familiares. Portanto, eles continuam sentindo-se parte do rebanho aos seus cuidados, de quem, aliás, prestareis conta, e continuam a contar com seu cuidado pastoral, que infelizmente tem se mostrado nulo. Mas não os julgo por isso. Já temos quem o faça. 1 Pedro 5:2-3, Atos-20:28.
Embora os irmãos me evitem por instrução do Corpo Governante, quero que saibam que da minha parte continuarei amando-os com o verdadeiro amor, aquele o qual Jesus nos ensinou, e continuarei orando por todos vós.
Valéria Isabel Moreira Arroio Pires