13 de out de 2010

PORQUE A TORRE DE VIGIA EXISTE?

Para as Testemunhas de Jeová (TJ) sua religião é a única verdadeira, a Torre de Vigia é indispensável para a humanidade. Mas, se a Torre é tão importante, porque só veio a existência após mais de 1.800 anos depois de Cristo?

As TJ esclarecem:- Deus tem um tempo designado para tudo, se a Torre foi instituída no século 19, é porque Jeová assim determinou. Dizem que em 1914, Cristo foi entronizado rei no céu, que este ano marcou o inicio do tempo do fim, e que a qualquer momento virá o armagedom. Consideram que com a chegada do tempo do fim, era necessário que o verdadeiro cristianismo fosse restabelecido. Jeová viu a necessidade de ter uma organização terrestre, para pregar verdades bíblicas e avisar as pessoas que o fim está próximo. Assim foi criada a Torre de Vigia, “a organização terrestre de Jeová”.

Note o que o Sr. Charles Taze Russell afirmou:- “As verdades que apresento, como porta-voz de Deus... por causa do simples fato de que chegou o tempo devido de Deus...” (Lv. Proclamadores pg. 143 § 2). A Torre de vigia foi criada no século 19, e o Sr. Russell pregava que isto ocorreu porque Jeová assim determinou. Será? – Vejamos!

Devemos levar em consideração, que na América do século 19 houve uma explosão de novas seitas, incluindo ai a Torre de Vigia, alguns dos motivos foram:-

a) Não havia uma igreja protestante dominante.
b) Não havia restrições ou normas para o ingresso na carreira eclesiástica.
c) Não era necessário conhecer grego antigo ou textos hebraicos.
d) Os devotos católicos irlandeses invadiram a América após a fome de 1846/1850, os americanos protestantes reagiram, reavivando sua fé e criando novas seitas.
e) As novas seitas tinham facilidade em convencer seguidores crédulos, já que os americanos do século 19 tinham pouca e muitos nenhuma escolaridade.
f) Criar uma seita era um negócio lucrativo.

Na América do século 19 havia um terreno fértil e uma forte tendência para a criação de seitas. Certamente o Sr. Russell foi contagiado por esta tendência e fundou a Torre de Vigia.

Os criadores das novas seitas eram ambiciosos charlatões, e se transformaram em vendedores ambulantes de Cristo. Para obter sucesso em seu empreendimento, tiveram de criar um produto diferenciado. A exemplo de uma empresa comercial, que lança no mercado produtos diferenciados para atrair clientes, estes homens viram a necessidade de apresentar ao público algo novo, assim inventaram formas peculiares de fé, ensinamentos, doutrinas e dogmas, nunca antes vistos. Para obterem credibilidade, propagavam que seus “escritos eram inspirados” e indispensáveis para uma verdadeira compreensão das Escrituras. Estes “escritos inspirados” eram vendidos aos milhares aos seguidores crédulos, gerando uma receita financeira incalculável. Estes homens e seus sucessores eram eficientes, competitivos e oportunistas, edificaram verdadeiros impérios com ramificações no mundo todo.

Conheçam agora alguns de tais homens e as organizações que criaram nos EUA do século 19:-

Charles Finney (1792-1875):- durante algum tempo foi pastor presbiteriano, sua pregação consistia em contagiar os americanos com o “avivamento espiritual”. O avivamento espiritual pregado por finney foi sua marca registrada, ele afirmava que recebia o “Espírito Santo”, que sentia Deus interagindo com ele, em resultado seus seguidores sugestionados, passaram a sentir estas mesmas coisas. Depois de convencer as pessoas a terem tais experiências espirituais, Finney admitiu mais tarde que ele próprio não as teve, que foram frutos de sua imaginação. Quanta desonestidade! Finney escreveu livros, vendidos em vários paises, com alguns ensinamentos totalmente contrários ao que a bíblia ensina. Hoje ele é elogiado por alguns e criticado por outros.


Charles Finney

Joseph Smith:- nasceu em 1805, foi criado em Manchester, New York, onde seu pai o iniciou nas artes de adivinhação, talismã mágico dentre outras. Descobriu cedo que poderia enganar agricultores ignorantes a acreditar em qualquer absurdo. Em 1830 publicou O Livros dos Mórmons, e afirmou que o anjo Maroni lhe tinha aparecido há vários anos e o informou sobre a existência de Placas de ouro..., contou como os descendentes dos antigos israelitas tinham ido para a América, e como o próprio Cristo tinha aparecido lá após sua crucificação. Smith impressionou os povos agrícolas simples, que não sabiam que ele havia copiado a maioria de seus escritos do reverendo Salomão Spaulding, um escritor de romances históricos com temas bíblicos. Smith recebeu outras “revelações”, uma notória permitiu a ele ter múltiplas esposas. De 1830 a 1842 publicou diversas obras.

O reinado do profeta Smith chegou ao fim quando ele foi preso por incitação à destruição dos escritórios de um jornal (dirigido por ex-mórmons) que criticava seu culto. Uma multidão invadiu a cadeia e assassinou Smith e seu irmão Hyrum.


Joseph Smith


William Miller:- fundou o Millerismo, era agricultor e pastor batista, previu que a segunda vinda de Cristo ocorreria em abril de 1843 e que todas as pessoas dignas subiriam aos céus em 23 de outubro de 1844, em cumprimento das profecias dos livros de Daniel e Apocalipse. Até o início de 1840, aproximadamente um milhão de pessoas haviam assistido às reuniões de Miller para ouvir sua mensagem. Os americanos humildes acreditavam que todos eram pecadores e que somente eles, os Millerites, eram os verdadeiros crentes que escapariam da punição.

Quando 23 de outubro de 1844 se aproximava, muitos Millerites venderam todas as suas posses. Vestidos com roupas brancas, eles escalaram as montanhas mais altas na espera por Jesus Cristo. Estes crentes não subiram aos céus no dia marcado. Miller afirmou ter cometido um erro e rapidamente emitiu uma nova data para a segunda vinda, cerca de seis meses depois. Mais uma vez, este dia veio e se foi. A maioria dos seguidores de Miller o abandonou. Em 1845, alguns dos seguidores de Miller entraram para a Igreja Adventista, que Miller ajudou a criar. Frustrado, Miller morreu em 1849, sem ver o cumprimento de suas falsas profecias.

Willian Miller
Hiram Edson:- afirmou ter recebido orientação espiritual que em 1843 Cristo tinha entrado na segunda fase de seu ministério, no Céu de modo invisível! Cristo está no lugar santo “Santíssimo”, e de lá investigando e julgando.



Hiram Edson


Ellen White:- em 1860, em Battle Creek, Michigan, os Millerites juntaram-se aos  seguidores de uma profetiza chamada Ellen White e criaram o nome de "Adventistas do sétimo dia", o sétimo como uma referência de se observar o sábado, acreditavam estar de acordo com o início "puro" da igreja. Os adventistas seguiram uma grande parte da lei dietética judaica. Embora as profecias desta senhora eram totalmente enganosas, os Adventistas cresceram muito em numero.

Ellen White
Charles Taze Russell:- um jovem camiseiro, começou um grupo de estudo bíblico em 1870. Ele estava fascinado pela "profecia bíblica" e impressionado com as especulações dos Adventistas sobre a vinda do Apocalipse. Russell estava convencido de que a segunda vinda de Cristo havia ocorrido de modo invisível em 1874, e que em 1914 haveria o fim do atual sistema de coisas. Com 28 anos de idade, Russell rompeu com antigos parceiros e se denominou “pastor”. Em 1884, ele lançou a revista A Torre de Vigia (A Sentinela), provou ser um grande publicitário e fundou a Sociedade Torre de Vigia de Bíblias e Tratados.  

Os seguidores de Russell o consideravam como um mensageiro de Deus, e seus críticos como um golpista. Em 1909, sua mulher pediu o divórcio. Em 1911, o jornal Brooklyn expôs o golpe de Russel conhecido como o "Trigo Milagroso". Apesar de seus ensinos bizarros e suas falsas profecias, seus seguidores permaneceram fieis ao líder.

“Cálculos proféticos” haviam convencido o Sr. Russell, que o fim do mundo ocorreria em 1914. Em vez disso, seu próprio fim veio em 1916. Após sua morte, um advogado, que se auto denominava "Juiz", Joseph F. Rutherford, arquitetou um plano que o colocou na presidência da Torre de Vigia , em 1930 formatou o termo "Testemunhas de Jeová". O "juiz" liderou as Testemunhas de Jeová até 1942, deixou de imprimir os livros de Russell, dando prioridade a um marketing próprio.

Um dos grandes absurdos ensinados por Rutherford foi predizer que em 1925 haveria o retorno de Abraão, Isaac e Jacob, e conseqüentemente o fim do mundo. Em preparação, Rutherford comprou uma mansão em San Diego, Califórnia, chamada de Beth Sarim, com uma limusine.

Charles T. Russell


Joseph F. Ruthenford

Russell Conwell:- advogado virou pastor batista em 1870, passou a pregar uma mensagem cristã inédita que ficou conhecida como o "evangelho da riqueza". Seu discurso mais famoso tinha o tema “Terra de Diamantes”, e foi proferido mais de 6.000 vezes.

Conwell de modo habilidoso conseguiu conciliar a ideologia do sucesso material com a mensagem cristã. O “evangelho da riqueza” deu resultados para o próprio Conwell, afinal ele ficou rico. Será que Jesus ama o sujeito rico? Certamente. Na época da sua morte, em 1925, ele já havia ganho cerca de US$ 8 milhões, que na época era uma grande fortuna. Depois dele, muitos perceberam que criar uma seita é o caminho mais curto para se tornar milionário. No Brasil, algumas religiões como a Universal, adotaram o “evangelho da riqueza”.
Russel Conwell


William Seymour:- um negro pregador analfabeto, entrou em ação em 1906. Seymour assumiu em Los Angeles a casa de reunião do Africano Metodista Episcopal Church. Apesar de sua falta de formação teológica, ele orquestrou explosões de histeria emocional, também conhecido como "falar em línguas". Ele passava a maior parte do tempo sobre os joelhos, detectando a presença espiritual. Assim começou o nascimento do Pentecostalismo, um cristianismo vibrante, que prometia “bênçãos” com curas pela imposição das mãos. O analfabeto William Seymour, transformou o dia de pentecostes em um produto vendável.

O Pentecostalismo migrou de negros pobres para os brancos pobres. Em 1914, em Arkansas, um grupo de pentecostais criaram as Assembléias de Deus. Hoje é o maior de todas.


William Seymour

A América do século 19 era uma terra de oportunidades, o negócio da religião prosperou como em nenhum outro lugar do mundo. Os lideres das novas seitas se tornaram empresários por excelência, com uma grande sede por poder. Com o tempo, estes empresários da fé se prepararam para voar ainda mais alto, levando seus estranhos ensinos e sua nova fé ao mundo todo. Não tiveram nenhum escrúpulo em enganar com ensinos infundados e em explorar financeiramente as pessoas humildes que tinham necessidades espirituais e que eram presas fáceis.

Certamente nenhum destes homens criaram seitas porque esta era a vontade de Deus.