22 de abr de 2008

As Testemunhas de Jeová e o Sangue



As testemunhas de Jeová acreditam que serão condenadas por Deus a uma morte eterna, ou "segunda morte", se fizerem uma transfusão de sangue. Em defesa de sua doutrina, usam textos bíblicos de Gênesis cap.9, Levitico cap. 17 e Atos capítulo 15. Argumentam: 'não importa se o álcool é ingerido ou injetado, ela fará o mesmo efeito no corpo da pessoa, assim também ocorre com o sangue'. Ou seja, transfundir sangue é o mesmo que comer sangue. Vamos tentar mostrar quão falhos são os argumentos das TJs.


SANGUE (Considerações Iniciais)


Quando injetamos álcool direto na veia ou bebemos o álcool, ele faz o mesmo efeito em nosso corpo. (Isto é verdadeiro, concordamos com os TJs.)
Quando fazemos uma transfusão de sangue ou comemos sangue, o sangue faz o mesmo efeito em nosso corpo. (Isto é falso, não concordamos com os TJs.)
É falso porque quando você come sangue, você esta se alimentando, mas numa transfusão você está recebendo células vivas que não vão te alimentar, mas irão levar oxigênio para os órgãos e exercer outras funções.
Se uma pessoa em coma for hospitalizada por um tempo longo e receber apenas transfusão de sangue, ela morrerá por desnutrição, mas se receber alimentação intravenosa, (soro - contendo vitaminas, minerais, proteínas e etc) não morrerá desnutrida.
“Como observa Denton Cooley, cirurgião cardiovascular: ‘Uma transfusão de sangue é um transplante de órgão.’” (despertai, 22 de outubro de 1990, p.9)
Considere:- um médico disse a um paciente que por motivos de saúde ele precisa abster-se de carne. Estaria este paciente comendo carne se fizesse um transplante de rim ? NÃO.
Fica claro que comer um órgão humano e receber um transplante de um órgão são coisas completamente diferente.
Da mesma forma comer sangue e transfundir sangue são coisas diferentes. (transfusão é um transplante de órgão).
Se Transfusão de sangue é o mesmo que comer sangue, então um transplante de órgão é o mesmo que comer carne humana (canibalismo), assim estas duas práticas deveriam ser condenadas.
Mas se o cristão pode fazer um transplante de órgão porque não pode fazer uma transfusão ?
A lei mosaica proibia COMER sangue (se alimentar de sangue) e não transfundir. Os cristãos devem tomar cuidado para não irem além do que está escrito.
As Escrituras são muito claras em afirmar que não se deve ir “além das coisas que estão escritas” (1 Coríntios 4:6).




SANGUE (Gênesis)


Após o Dilúvio Jeová Deu instruções a Noé:- Gênesis 9 (Ver.3 e 4) “Todo animal vivente pode servir-vos de alimento, ....somente a carne seu sangue não deveis COMER”. (Ver.6) “Quem derramar o sangue do homem, pelo homem será derramado seu próprio sangue”. (Ver.7) “E quanto a vós homens sede fecundos e tornai-vos muitos”.
Jeová deu três ordens: 1) Não COMER sangue, mas apenas a carne dos animais, 2) Não tirar a vida de outro homem, 3) Ter Filhos.
Estes 3 mandamentos são igualmente importantes, mas será que os servos de Jeová iriam acatá-los em todas as circunstancias ?
Em Gênesis 14: 14 a 17 lemos que Abrão que era servo leal de Jeová, liderou uma batalha em que foi vitorioso, ou seja Abrão tirou a vida de muitas pessoas.
Abrão, Davi e muitos outros israelitas mataram humanos, mas não foram condenados por Jeová, mesmo não tendo cumprido a ordem de Jeová de não derramar sangue humano.
Muitos servos de Jeová da atualidade optaram por não ter filhos, assim também não obedecem a ordem de Jeová de ter filhos.
Se 2 dos 3 mandamentos não foram seguidos a risca, porque só o “Não COMER sangue” tem de ser seguido a risca ?
Mais ainda, Gen. 9: 4 proíbe se alimentar de sangue, transfusão não é alimentação, é transplante de órgão.
Considere: Se o próprio sangue fosse sagrado, então certamente Deus teria proibido completamente que se comessem animais. Porquê ? Quando comemos um animal, estamos também comendo 50% de seu sangue, pois na sangria apenas 50% do sangue é eliminado, os demais 50% ficam na carne.

Portanto, ao permitir que se comesse carne, Deus permitiu que se comesse sangue.
Assim faz sentido interpretar “não deveis comer a carne junto com seu sangue", como significando mostrar respeito pela vida e pelo dador da vida, derramando o sangue do animal quando este é morto.
Gênesis 9 nos ensina a ter respeito pela vida humana e animal, o sangue é usado como símbolo da vida.
Assim, o propósito de Génesis 9:4 é incutir respeito pela vida, e não estabelecer a santidade do sangue.


SANGUE (Levitico)


Em Levitico 1: 10 lemos:- “Quanto a qualquer homem....., que COMER sangue, eu certamente porei minha face contra a alma que COMER sangue”.
Jeová continuava dando valor a vida dos animais, e os humanos deveriam respeitar a vida dos animais, e demonstrar este respeito por não comer o seu sangue.
Mas é interessante que havia uma exceção a esta regra, pois em Levitico 17:15 lemos:- “Quanto a qualquer alma que comer um corpo JÁ MORTO ou algo dilacerado por uma fera...., neste caso terá de lavar suas vestes e banhar-se em água até a noitinha; e ele terá de ser limpo”.
Note que este animal “já morto” não foi devidamente sangrado, e se um israelita (em caso de necessidade) encontra-se tal animal em condições de consumo, ele poderia se alimentar dele, e isto não seria pecado, o israelita deveria apenas passar por um ritual de purificação (banhar-se)
Vimos que o próprio Jeová não era tão rigoroso na questão do sangue.
Jeová exigia que a pessoa que matasse um animal deveria derramar seu sangue no solo, através deste ato estaria mostrando respeito pela vida do animal.
Mas se a pessoa encontrasse um animal já morto, não teria sido ela a causadora da morte do animal, neste caso poderia comer a carne com todo o sangue. (lógico que o israelita comeria um animal já morto apenas se necessitasse, numa emergência).
Observe que o texto de Levitico 17: 15 não esta se referindo a pessoa comer um animal não sangrado por engano.
Se dissermos que o texto se aplica a comer um animal não sangrado por engano, estamos sendo desonestos, pois o texto não diz isto.
Se Jeová permitia que em certas circunstancias o israelita pudesse comer um animal não sangrado, porque ele proibiria uma transfusão de sangue que pode salvar uma vida?
De qualquer forma a Lei proibia comer sangue, uma transfusão é um transplante de órgão.


SANGUE (Atos dos Apóstolos)


Jesus, o fundador do cristianismo, aquele que aboliu a lei mosaica (inclusive a parte que proibia comer sangue), não fez nenhuma proibição quanto ao sangue.
Se a doutrina do sangue fosse tão importante, porque Jesus não ensinou sobre ela?
Mas note o que Jesus disse em Marcos 7 (ver 15) “ Não há nada de fora do homem passando para dentro dele que possa aviltá-lo; mas as coisas que procedem do homem são as que aviltam o homem”. (ver 20,2l) “O que sai do homem é o que avilta o homem; pois de dentro, dos corações dos homens, saem raciocínios prejudiciais: fornicações, ladroagens, assassínios e etc”.
Jesus não estava preocupado com que o homem comesse, mas com algo ruim que a pessoa pudesse desenvolver no seu intimo.
Mas o que dizer de Atos 15: 28 e 29 “Persisti em abster-vos de coisas sacrificadas a ídolos, e de sangue, e de coisas estranguladas e de fornicação”.
Para entendermos este texto precisamos ler todo o capitulo 15 de Atos, para ver o fundo histórico .
Em Atos 15: 1 lemos “Certos homens desceram então da Judéia e começaram a ensinar os irmãos: “A menos que sejais circuncidados, segundo o costume de Moisés, não podeis ser salvos.”
Os cristãos judeus estavam exigindo que os cristãos gentios seguissem a lei mosaica (sobre:- circuncisão, alimentação e etc). Obviamente os cristãos gentios não queriam obedecer a lei mosaica, lei esta que os judeus estavam acostumados a seguir.
Foi feita uma reunião em Jerusalém para se resolver o problema (Atos 15: 4 a 21)
Nesta reunião muitos cristãos maduros defenderam seus pontos de vista e Tiago disse (Ver. 19 e 20) “Por isso, a minha decisão é não afligir a estes das nações que se voltam para Deus, mas escrever-lhes que se abstenham das coisas poluídas por ídolos, e de fornicação, e do estrangulado e do sangue”.
Porque Tiago pediu a abstenção de apenas 4 itens, porque ele não incluiu a mentira, o roubo, o assassinato e etc.?
A resposta está no versículo 21:- A lei de Moises escrita em Levitico capítulos 17 e 18, que tratam exatamente dos 4 itens mencionados do Tiago, era lida nas sinagogas aos sábados.
Esta parte da Lei mosaica estava muito em evidencia naqueles dias.
Assim, Tiago não estava ressuscitando a Lei Mosaica, estava recomendando que os cristãos gentios observassem estes 4 itens, para evitar atritos entre cristãos judeus e cristãos gentios.
Solicitar a observância daqueles 4 itens não resolveu o problema, passados alguns anos o mesmo problema existia, observe Atos 21: 20 “Observas, irmão, quantos milhares de crentes há entre os judeus; e todos eles são zelosos da Lei”
Os judeus continuavam seguindo a lei mosaica a todo custo, e querendo exigir que todos os cristãos inclusive os gentios seguissem a lei mosaica.
Em Atos 21: 21 eles chamam o apostolo Paulo de Apóstata, porque ele não seguia a Lei mosaica.
O que eles fariam para acalmar os cristãos judeus?
Vamos ver Atos 21: 23 a 24 “Faze, portanto, o que te vamos dizer: Há conosco quatro homens.....Toma contigo estes homens e purifica-te cerimonialmente junto com eles......Guardando também tu mesmo a Lei”.
Por pedir que Paulo participasse desta cerimônia, será que Tiago e os anciãos de Jerusalém estavam instituindo a cerimônia da purificação para os cristãos?
Não,eles pediram que Paulo participasse da cerimônia para promover a paz entre os cristãos.
Depois lemos em Atos 21: 25 “Quanto aos crentes dentre as nações, já avisamos, dando a nossa decisão de que se guardem do que é sacrificado a ídolos, bem como do sangue e do estrangulado, e da fornicação”.
Vimos neste capitulo 21 de Atos, que Paulo foi aconselhado a participar de uma cerimônia (não obrigatória para o cristão) para promover a paz, e que aos cristãos gentios foi solicitado que respeitassem aqueles 4 itens da Lei mosaica (lei não obrigatória para o cristão) para da mesma forma promover a paz.


Voltando para Atos 15: 28 e 29, ali se relaciona 4 coisas:- 1)coisas sacrificadas a ídolos, 2)sangue, 3)coisas estranguladas e 4)fornicação.
Se fosse um decreto dos anciãos, estas quatro proibições eram igualmente importantes e nenhuma poderia ser anulada posteriormente.
Vejamos, Atos 15: 29 menciona COISAS SACRIFICADAS A ÍDOLOS e 1 Corintios 8: 4 menciona ALIMENTOS OFERECIDOS A IDOLOS.
Será que coisas sacrificadas a ídolos eram alimentos oferecidos a ídolos ?
Atos 15: 29, Atos 21: 25 e 1 Corintios 8: 4 usam EXATAMENTE A MESMA PALAVRA GREGA, portanto tem o mesmo significado “Alimentos oferecidos a Ídolos”. (pesquise na Tradução do Novo Mundo Com Referências [Grande] pg. 1320, no rodapé sobre 1Cor. 8:1 diz Ou “das coisas sacrificadas a ídolos”.)
Mas vamos aos fatos:- em Corinto, alguns cristãos iam a templos de ídolos tomar refeições, pois em tais templos os alimentos sacrificados eram depois servidos como refeição, mas os cristãos judaicos não aceitavam isto.
Em 1 Corintios 8 a partir do versículo 4 lemos: “A cerca de comer alimentos oferecidos a ídolos, sabemos que o ídolo nada é,...e que não há Deus senão um só......Não obstante, nem em todos há tal conhecimento, mas alguns.... comem o alimento como algo sacrificado a um ídolo, e a consciência deles sendo fraca fica poluída . Mas não é a comida que nos recomendará a Deus.....Sede vigilantes, porem para que esta autoridade vossa não se torne de algum modo uma pedra de tropeço para os que são fracos”.
O apóstolo Paulo considerou que não é a comida (oferecida ao ídolos ou não), que nos recomendará a Deus.
Se o que esta registrado em Atos 15: 29 fosse uma lei irrevogável, o apóstolo Paulo não poderia ter escrito 1 Corintios capitulo 8, pois ali ele esta liberando o “alimento oferecido a ídolos”.
O cristão só não devia comer se fosse fazer seu irmão tropeçar.
Vimos assim que a regra de Atos 15: 29 teve a sua exceção, deu para perceber que Atos 15: 29 não era uma lei, porque se fosse não poderia ser revogada, era uma forte recomendação para os cristãos gentios seguirem certas regras da Lei Mosaica para evitar fazer tropeçar os seus irmãos judeus. Paulo confirma isto, e apoia a mesma recomendação, mas também declara que desde que não se faça tropeçar um irmão, é aceitável comer tal alimento.


Muitas versões de forma correta vertem Atos 15: 29 e 1 Cor.8: 4 da mesma forma. Como exemplo note abaixo como foi traduzido na JOÃO FERREIRA DE ALMEIDA.


Atos 15: 29 “Que vos obstenhais das coisas sacrificadas aos ídolos, e do sangue, e da carne sufocada, e da fornicação”.


1 Corintios 8: 4 “Assim que, quanto ao comer das coisas sacrificadas aos ídolos, sabemos que o ídolo nada é”.


Assim ficou evidenciado que Atos 15: 29, trata-se duma recomendação e não de um decreto, por isso não pode ser usado para proibir transfusão de sangue.
Mesmo que fosse um decreto, o texto proíbe comer sangue e uma transfusão não é comer sangue e sim um transplante de órgão.




SANGUE (Considerações finais)


Muitos pensam em culpa de sangue apenas em termos de homicídio deliberado... Mas as Escrituras mostram que, por ser a vida sagrada, haveria certa medida de culpa de sangue mesmo que a morte de alguém fosse causada sem intenção.
Vejamos:-


Culpa de sangue pelo assassinato, Salmo 5:6:
"Destruirás os que falam mentira. Jeová detesta o homem que derrama sangue e que engana."


Culpa de sangue por negligência, Deuteronômio 22:8:
“Caso construas uma casa nova, tens de fazer também um parapeito para o teu terraço, a fim de que não ponhas culpa de sangue sobre a tua casa porque alguém caindo se precipite dela."
Êxodo 21:29:
"Mas, se o touro anteriormente escornava e se se tiver advertido o seu dono, mas este não o tiver mantido sob guarda, e ele matou um homem ou uma mulher, o touro deve ser apedrejado e também o seu dono deve ser morto."


Mas, que dizer da culpa de sangue por transmitir informações ou ensinamentos que resultam em pessoas sofrerem sérios danos físicos ou mesmo a morte ?


Assassinar alguém é um pecado sério, mas não seria algo muito sério deixarmos alguém morrer, quando existe meios de salvar esta pessoa ?


Será que não devemos pensar bem antes de incutir na mente de uma pessoa que ela deve escolher a marte antes que tomar uma transfusão de sangue ?